E o Brasil se achou?

Publicado  terça-feira, 16 de outubro de 2012

Contra um adversário passa longe daquele Japão ingênuo que era sinônimo de goleadas, o Brasil fez uma partida como há anos se espera. Ainda faltam opções de jogada e de se impor quando gols demoram a sair, mas o jogo foi animador.

Assim como anima ver Kaká desenvolto como o ótimo 8 que é - e não um dez como Dunga quis em 2010 - ao lado de jovens como Neymar e Oscar. Passado e futuro de uma seleção que pela primeira vez em décadas não teve a chance de contar com referências como Bebeto e Romário em 94 e Ronaldo e Rivaldo em 2002.

Com um veterano confiável, a tendência é ver os novatos de Mano mais tranquilos, o que ainda não houve. Parece que o Brasil encontrou seu time e esquema ideais.

0 comentários: