Cinco passos para o Galo se recuperar!

Publicado  quinta-feira, 27 de setembro de 2012

A fase não é boa, mas nada está perdido para o Galo. Mesmo com a derrota para o Flamengo, o Atlético-MG pode se recuperar e voltar à liderança. Mas precisa repensar algumas coisas:

Evitar improvisações: No jogo de ontem, Cuca notou Léo Moura ocupando as costas de Ramon formando a primeira de duas linhas de quatro em um 4-4-2. Para acabar com isso, ele pôs o lateral Carlos César e jogou Marcos Rocha para a esquerda colocando Richarlyson como um terceiro zagueiro e Escudero como ala-esquerda.

O resultado foi que Richarlyson não se antecipou a Wellington Silva, que passou livre pelo meia que atuava como dublê de lateral. Um gol inteiro graças a jogadores desacostumados às funções que exerciam. Improvisações podem ajudar a mudar um estilo do jogo, mas o técnico tem histórico de exagerar...

Ronaldinho: O camisa 49 ontem demonstrou um pouco do que fez em alguns momentos de Flamengo. Ou seja, nada. Ainda não demonstrou com a camisa do Galo o que fez em seu melhor momento pelo rubro-negro, no primeiro turno do brasileiro de 2011.

Se chegar lá, será campeão.

Cuca: No semblante um misto de tristeza com irritação. O técnico lembrou do adiamento da partida, de Réver ter sido expulso sozinho e de outras coisas. Tem razão sobre muitas delas (especialmente pelo jogo não ter ocorrido quando deveria), mas precisa encontrar seu próprio equilíbrio e seguir em frente.

Nervos: Jô quase saiu de campo junto com Réver, que deu uma cotovelada injustificável em um adversário. Richarlyson em um carrinho em cima de Wellington Silva deveria ter sido expulso. O time mineiro inteiro deu sinais de descontrole em outros momentos do jogo. Não será campeão contra um Fluminense tão mais frio...

Metas: Pensar sempre no próximo jogo. Cuca e cia. precisam parar de falar de título e começar a focar apenas em três pontos. O cenário é difícil, mas o Galo só depende de si.



0 comentários: