A virada de Elano

Publicado  sexta-feira, 7 de setembro de 2012

2011 foi um ano para esquecer. Pênalti perdido, escândalos da vida pessoal e ser contestado no clube que mais defendeu na carreira. Ali, Elano parecia ter chegado ao ponto de declínio de sua carreira. Impressão mais forte pelo estilo da posição que sempre ocupou, que exige muita movimentação e condicionamento físico.

Os críticos - este blogueiro inclusive - estavam errados. Elano se reencontrou no Grêmio, como um 8 que corre menos e se posiciona mais (lição que Vanderlei já havia dado a Renato Abreu no Flamengo do ano passado). Usa sua experiência e bom toque de bola, para fazer a bola girar e ser sempre um terceiro homem quando o adversário contra-ataca.

Se quando começou o ano, o meia chegou a ser reserva de Ibson no Santos, hoje é difícil para qualquer santista vê-lo brilhar no tricolor gaúcho enquanto o peixe briga para sair da zona de rebaixamento. Ainda que o torcedor não consiga aceitar, a verdade é que Elano se beneficiou da troca de ares. Exemplo que alguns jogadores só precisam trocar de camisa para se reencontrar em campo. Parabéns para ele.

1 comentários: