Libertadores: mística não entra em campo!

Publicado  terça-feira, 3 de julho de 2012


Essa semana você já deve ter ouvidos pérolas como "o Boca é o Boca", "O Timão não tem essa tradição" e por aí vai. Tudo de gente que é paga para soltar essas opiniões (acho que preciso atualizar meu currículo...) e só reverbera bordões dignos de botequim e não de uma análise séria.

Falar em mística ou coisa do tipo é incompetência de qualquer pessoa que queira discutir futebol além do folclore do esporte. Pra quem acha que a história escraviza o futuro, precisa rever seus conceitos e aprender que a bola não gira só no campo. Como na vida, todos os dias o cenário futebolístico alterna, varia, evolui ou involui. Nada é definitivo e nenhuma jornada acaba pra sempre.

Torcedor tem todo direito de acreditar no que quiser. Afinal, fé não se discute, se respeita. Mas nenhum comentarista, técnico ou jogador pode crer em algo mais do que o esforço de onze atletas e um jogo.

Toda pureza do futebol se resume a isso. Perdendo ou ganhando, o Corinthians não depende de forças do além, mágicas ou esotéricas. Só de si. E que cada corintiano, com a fé que tiver, creia mais no futebol do Timão. O resto é folclore ou papo de boteco.

1 comentários: