Fla de Joel melhora a passos de formiga

Publicado  domingo, 15 de julho de 2012

Em seu pior trabalho pelo clube carioca, Joel Santana tem se notabilizado por um enorme cinismo e por improvisar boa parte de seus jogadores (quase metade do time joga fora de sua posição: volantes de meias ou alas, alas de lateral e por aí vai). Porém, contra o fraco time do Bahia, o folclórico técnico mostrou seu grande mérito nessa passagem: a evolução constante, ainda que lenta, do time.

Há quase seis meses no clube, o Natalino é o comandante que teve mais tempo para trabalhar com uma longa "intertemporada" após as eliminações do primeiro semestre. Ainda assim, seu time tem menos solidez tática do que o de outros técnicos com menos tempo de trabalho como Grêmio e Botafogo (onde Oswaldo chegou no início do ano, mas não teve descanso depois da pré-temporada). Sob seu comando, Joel consegue fazer o Flamengo evoluir, mas a passos de formiga.

Apesar disso, desde o Fla-Flu, a equipe vem mostrando alguma solidez na defesa mas esbarra sempre na fraca cobertura dos laterais. Entre a zaga e seus alas, o rubro-negro deixa enorme espaço, facilitando o contra-ataque adversário.

Corrigindo esse erro, o técnico estará a um passo de deixar o time mais competitivo, especialmente se parar de insistir com um meio com quatro volantes e encontrar um parceiro para Vágner Love (que não é o caneleiro Hernane ou o pouco inteligente Diego Maurício). Nesse sentido, precisa escolher entre os jovens Bottinelli, Camacho, Thomás, Adryan e Matheus e, quem sabe, contar com o cada vez mais inevitável retorno de Adriano. É difícil imaginar algo além de sul-americana para o clube, mas com essas evoluções e o apoio da torcida... Quem sabe?

3 comentários: