Corinthians precisa mais de cautela que ousadia

Publicado  terça-feira, 3 de julho de 2012

Tite já deu o primeiro passo em ganhar a Libertadores ao evitar o chavão de que o dono da casa deve ir para cima do adversário. O técnico afirmou que vai manter o que sempre fez no Timão. Ou seja, um Corinthians que joga para impedir o adversário de jogar e se impondo pela força coletiva de um time aplicadíssimo.

Ao contrário do que muita gente insiste, o empate fora de casa na semana passada foi um resultado apenas mediano, ainda que heróico. Fora de casa, o estilo do Boca Jrs. costuma ser pior para o adversário que tenta resolver na base da ofensividade. Em casa, o time argentino sai mais e tenta se impor, mas em território inimigo encurta os espaços entre o adversário e seu gol e aproveita melhor o campo que qualquer rival deixa. É quando a genialidade de Riquelme aparece da forma mais irresistível.

Sem se exigir resolver o jogo, o Corinthians faz o que sempre fez de melhor nessa competição. Não é um time que encante, mas que resolve. E o alvinegro precisa resolver sua sina com a competição internacional. Que seja um jogo sofrido para os corintianos, mas com a catarse que a torcida espera.


0 comentários: