Popó Balboa vence a última

Publicado  sábado, 2 de junho de 2012


Michael Oliveira é um boxeador talentoso (ao menos, é o que seu currículo diz), mais jovem e do tipo provocador. Popó, aposentado, recebeu o desafio e aceitou. Os adeptos do conservadorismo esportivo, como este blogueiro, questionaram pra quê o então ex-boxeador arriscaria seu irretocável prestígio em uma luta dessas. É o tipo de coisa que a gente só vai conseguir discutir depois da luta.

O cenário acima, trocando algumas letras, poderia ser a sinopse de Rocky Balboa, que não faz tanto tempo acima ressuscitou um personagem meio esquecido do imaginário coletivo. De quebra, a gente ainda tinha o filho do boxeador semiaposentado próximo ao ringue mandando algo como "bate nele, pai".

E Popó, que já tinha se despedido há tempos, se aposentou de novo dando um nocaute técnico. Dizem por aí, que a má fase midiática do boxe tem a ver com a falta de ídolos. Depois desta noite, ninguém vai poder reclamar da falta de idéias para o cinema. É difícil pensar em uma noite mais cinematográfica. Valeu, Popó!

2 comentários: