Oswaldo: a estrela que não precisa ser solitária

Publicado  sábado, 16 de junho de 2012

Loco Abreu não é mais o mesmo, Herrera jamais será mais do que um jogador esforçado e Andrézinho não é nada muito além de um atleta com algum talento. Fellype Gabriel e Vítor Júnior, eternos reservas ou promessas em Flamengo e Corinthians não serão os protagonistas alvinegros. Esse papel cabe ao técnico Oswaldo de Oliveira.

Em uma semana tensa após uma derrota vergonhosa para o Botafogo, foi o técnico que fez as mudanças necessárias. Insistiu com o argentino Herrera e mantendo Loco fora do time e tirou os superestimados Elkesson e Maicossuel, para as entradas de Vítor Júnior e Fellype Gabriel, este versáil e fiel às ordens de Oswaldo.

É pouco. Mas já é mais do que o alvinegro teve em temporadas recentes. Se a possível contratação de Seedorf se confirmar só vai faltar uma coisa: que a torcida botafoguense apóie o time pelo que ele pode fazer ao invés de vaiá-lo pelo que não fez nos últimos 17 anos. Oswaldo pode mudar esse Botafogo, mas não vai conseguir isso sem o apoio dos alvinegros.

0 comentários: