Balotelli e seu ponto de virada

Publicado  sábado, 16 de junho de 2012

Com atuações ainda decepcionantes, Mario Balotelli vai aumentando a sua coleção de chances desperdiçadas com uma Eurocopa apenas regular. A boa seleção italiana segue precisando do atacante, que já chegou a dizer que poderia ser o melhor do mundo algum dia. Mas até quando?

Claudio Marchisio já lembrou que "um dia as oportunidades acabam". O volante italiano é mais um a se render ao inegável talento de Balotelli, mas também engrossa as fileiras daqueles que se preocupam que ele se torne outro jogador como Edmundo ou Maradona: memorável, mas muito longe do que poderia ser.

Com uma lesão que pode tirá-lo para o jogo contra a Irlanda, ele vai deixar seu time na mão. Outra vez. Famoso pela camisa com a pergunta Why Always me?, precisa questionar menos e afirmar mais. Ao invés de contestar as críticas, precisa entender que todas elas são dignas de um jogador de alto nível. De quem só exige porque se sabe que pode render mais.

Nos roteiros de cinema, sempre há o ponto de virada: onde o protagonista da história encontra seu desafio. Balotelli já está no seu e precisa entender esse momento. É hora de deixar de lado as polêmicas e se concentrar no que faz de melhor. Ou vai ser mais um craque que poderia ser ao invés de ter sido de fato.

0 comentários: