Eliminação do Vasco? Previsível... E não é vergonha

Publicado  quinta-feira, 24 de maio de 2012

Rodrigo Caetano já dizia em 2011: o Vasco não teria time para vencer a Libertadores este ano. Normal. Conquistas desse gênero dificilmente se dão ao acaso, mas são resultados de um longo planejamento ou de uma geração prodigiosa (como era o caso do time de 98). A saída do Vasco era esperada a partir das quartas de final, que não conseguiu passar. E isso não significa nenhum problema.

Cabe ao presidente Roberto Dinamite manter a base e fortalecer o Vasco olhando para um horizonte longo. O Corinthians vem desde 2010 participando da competição para chegar ao seu momento mais forte nela. Com uma Copa do Brasil no bolso, uma eliminação nas quartas da sul-americana e um vice-campeonato brasileiro jogando no limite, o Gigante da Colina tinha um time para chegar até as quartas. Qualquer coisa que viesse além, seria lucro. Se não veio, não pode reclamar de prejuízo.

A caravela vascaína navegou firme e sem fazer feio na competição. É seguir seu rumo em busca da classificação para a Libertadores 2013.

1 comentários: