Queda na Libertadores confirma erros de 2012

Publicado  quinta-feira, 12 de abril de 2012

"O Flamengo fez o certo pelos motivos errados", me disse um torcedor do Flamengo ao justificar a demissão de Vanderlei Luxemburgo este ano. Algo que discordo. Ao demitir seu técnico-manager por atrito com as estrelas, o clube enviou péssima mensagem ao grupo de jogadores. Onde o bonde manda, o máximo que haverá serão campeonatos estaduais ou lampejos quando os atletas estiverem afim. Que São Judas Tadeu ajude no resto do tempo.

Se a idéia era recomeçar do zero o clube teve a chance de fazer isso em dezembro, não no meio da competição mais importante no ano. A Libertadores é cruel com quem não a respeita e cobrou seu preço com uma eliminação que tumultuará o sono de muitos rubro-negros. Curiosamente, com uma vitória tão categórica não duvide que o fraquíssimo Joel Santana, co-responsável pela eliminação, saia fortalecido. O que leva à situação insólita de demitir o técnico que classifica da Libertadores e segurar o que elimina.

De qualquer jeito, em seu último ano do primeiro mandato, Patrícia, que deve se reeleger, precisará superar uma série de erros para ter um ano minimamente digno e que classifique o Flamengo para a libertadores, competição em que nas duas vezes que disputou sua gestão fez tudo para eliminar o clube. Ou pode insistir nos repetitivos erros de sempre.

Não é apenas o desgastado Willians que deve deixar o elenco ou o a estrela irregular de Ronaldinho. É indispensável recuperar a moral do clube em demitir os líderes que derrubaram Luxemburgo, se alegraram com Joel e dificilmente farão dessa democracia rubro-negro um exemplo igual ao da corintiana. Se Luxa não conseguiu frear o bonde e nem Joel dirigí-lo aos títulos, que Patrícia promova a reformulação que pode dar a este ano algumas esperanças para 2013. Ou então, 2010 se provará um ano que ainda vai demorar a acabar.

0 comentários: