Que as vaias acordem Ronaldinho

Publicado  sexta-feira, 9 de março de 2012



O blogueiro é contra torcedor vaiar. Considero isso a antítese do que a torcida deve fazer e uma ânsia destrutiva que raramente acaba bem. Mas ontem a noite a Nação Rubro-Negra mostrou que a exceção confirma a regra ao vaiar Ronaldinho Gaúcho em pleno Engenhão na Libertadores.

defendi o meia-atacante por aqui e disse que perdê-lo não seria bom para o Flamengo. Mas isso foi antes de Ronaldinho derrubar um técnico, se poupar de inúmeros treinos e do clube assumir seu salário de forma integral (com 1, 2 milhão por mês, seria possível contratar de dois a quatro jogadores de alto nível mais jovens e motivados). O custo-benefício do camisa dez diminuiu e a cobrança sobre ele deve aumentar. Nem que seja apenas torcida, já que isso não se espera da diretoria.

Em uma partida sonolenta, Ronaldinho deu apenas dois passes dignos de seu salário e chegou a tentar um lance de futevôlei na pequena área com um placar nada seguro. Ao ser vaiado o meia-atacante acordou e percebeu que deveria fazer mais contra um time tão medíocre quanto o Emelec. Passou a dividir com vontade, se movimentar e buscar o jogo no meio de campo.

Nas declarações fora de campo, ele começou falando da injustiça em vaiar um time que nunca jogou junto mas terminou falando que os "uuuus" vão motivá-lo mais. Que seja. Ronaldinho tem demonstrado viver em um mundo à parte onde está sempre sorrindo, raramente treinando e nunca rendendo o que se espera enquanto os adversários vão melhorando. É hora de querer mais do que apenas um estadual invicto. A realidade de sonhos em que vive lua de mel com o Rio de Janeiro e a torcida, pode se transformar em um pesadelo muito cruel.

1 comentários: