Lampejos de Kaká bastam para o Brasil?

Publicado  terça-feira, 27 de março de 2012



Ele conseguiu mais uma vez. Kaká, ex-melhor jogador do mundo, e sempre uma referência de comportamento e potencial, saiu do banco para decidir para o Real Madrid a classificação contra o fraquíssimo Apoel ao lado do também brasileiro Marcelo.

Kaká já faz parte de vários pedidos de torcedores e comentaristas esportivos, o que considero exagerado. Ele ainda está naquele momento de comprovar que pode chegar inteiro em uma Copa do Mundo, o que ainda não é certo que tenha conseguido em 2010. E mesmo que se confirme isso é nítido que ele já não é mais aquele jogador que alcançou o topo em 2007 e a tendência é que em 2014, sete anos depois do seu apogeu, ele seja uma sombra mais clara daquele jogador extraordinário.

Craques jamais perdem a categoria. Ele, assim como Edmundo, Zico e Romário será capaz de lances incríveis aliando sua experiência ao que ainda poderá fazer com a bola. Esses lampejos, como hoje, podem ajudar a seleção brasileira mas é ilusão pedir o jogador do Real Madrid como uma solução.

Kaká pode ajudar e ser decisivo, mas dificilmente pode voltar a ser a referência de uma seleção brasileira como conseguiu ser com muito sacrifício em 2010. Sua incontestável condição de reserva do ótimo Özil talvez seja uma evidência disso e de que o craque deveria pensar com carinho em retornar ao Brasil.

Update: parece que Kaká concorda comigo.

3 comentários: