Por que Joel Santana não deixa o futebol?

Publicado  sábado, 18 de fevereiro de 2012

É direito de cada um trabalhar com o que quiser, especialmente se sempre há quem o contrate. Assim como é direito e dever deste cronista opinar quem deveria deixar o futebol em paz e abrir a entrada para novos profissionais. Com todo respeito, é o caso do folclórico Joel Santana.

Joel conseguiu mais glórias do que boa parte dos técnicos com espaço em clubes grandes. Dorival Júnior dificilmente terá o carinho que o "Natalino" goza de muitas torcidas do brasil, especialmente a de times cariocas. O futebol deu ao técnicos momentos inesquecíveis que o colocam como personagem de enorme relevância no futebol mundial como a épica classificação do Flamengo à Libertadores de 2007, o título estadual do Botafogo em 2010 e o inesquecível carioca de 1995 com direito à barrigada de Renato Gaúcho.

Esses lampejos não podem apagar o fato de Joel estar há uma década ultrapassado trabalhando com esquemas praticamente iguais e sempre na base do vamulá,porra, onde é mais importante ter os líderes do elenco entre os titulares e relacionados do que os melhores do grupo. Todos os momentos em que Joel teve sucesso já são eternos, mas podem ficar de vez para a posteridade. Basta que ele faça um favor para o futebol e se aposente. Não, não é apenas o esporte que agradeceria, mas o próprio Joel.

Estrela de comerciais e com uma centena de histórias para contar, Joel Santana pode vingar como comentarista, estrela de lançamento de produtos e outras profissões dignas nas quais seu carisma é a única coisa que importa. É a chance de fazer sucesso com aparições em folhetins ou até mesmo virando comentarista esportivo. "A Prancheta de Joel" poderia ser um de seus quadros. Já pensou?

Joel pode deixar outros escalarem de três a cinco volantes entre os titulares para outros com menos brilho e sucesso. A novela, a TV, os comentários... Há toda uma sorte de possibilidades lhe esperando. Deixa o futebol pra lá, Joel. E vem brilhar com mais pode to be?.

15 comentários: