Oswaldo eliminado, mas a frente de Joel

Publicado  quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012


O Botafogo não mereceu a classificação contra o Fluminense, mas jogou acima do que um time desfalcado de Maicossuel, Fellype Gabriel e Jóbson poderia. Aliás, é a tônica do trabalho de Oswaldo Oliveira: fazer um elenco com bons jogadores e outros medianos jogar absolutamente tudo o que pode. Sinal de um ótimo trabalho do técnico até este período da temporada.

O alvinegro caminha para ter um time de bons jogadores e um ataque de respeito com Loco Abreu e o "novo capetinha", mas é na contratação de Oswaldo que há a grande esperança da temporada. Desde Paulo Autuori há quase uma década, o Botafogo não tinha um técnico com tanta bagagem e possibilidades de melhorar a autoestima alvinegra.

E mesmo com o pouco tempo no clube, o ex-auxiliar de Vanderlei Luxemburgo já demonstra mais méritos do que seu companheiro de eliminação Joel Santana (com bem menos tempo de clube, mas muito mais pressão). Resta saber se ele irá repetir o trabalho de Cuca que sempre mostrava um futebol melhor com um elenco mais humilde que o rival, mas não conquistava títulos ou se vai mudar a história alvinegra dos últimos meses. De um jeito ou de outro, os botafoguenses têm motivos para dar mais tempo e torcer pelo seu novo técnico.


0 comentários: