Nau Vascaína vai bem graças a seus capitães

Publicado  quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

A vitória do Vasco premia uma longa trajetória cruzmaltina em busca de uma vitória sobre o rival em momentos decisivos. Ela ocorre mesmo após tantos obstáculos que pareciam que fatalmente enfraqueceriam o time mais inesquecível de 2011, ofuscando o Corinthians em boa parte do campeonato.

Muito desse resultado não vem da diretoria que atrasa salários e perde seu diretor-executivo, mas de um elenco que deveria servir de exemplo para outros jogadores. Com salários atrasados ou não, com ou sem concentração e com ou sem carnaval, nenhum atleta se apresentou desmotivado ou em má forma física (apesar da atuação ruim de Diego Souza).

Juninho Pernambucano parece ter contaminado o ambiente que parecia caótico há quase um ano em um revival daquele Vasco imbatível dos anos 90. Com a parceria de Felipe e do invencível Dedé - que pôs Vágner Love no bolso neste clássico - o Vasco vem desafiando todas as lógicas do futebol moderno e caminha para derrubar mais um tabu. Ricardo Gomes tem seus méritos, mas assim como os vascaínos tem muito a agradecer a esse elenco.


0 comentários: