Não é só Thiago Neves que o Fluminense ganhou!

Publicado  sábado, 14 de janeiro de 2012

Não adianta se discutir se o meia-atacante que acaba de acertar com o Tricolor das Laranjeiras vale ou não o investimento de milhões de euros e um salário que é mais do que o dobro do que ganhava nas arábias. Fato é que a diretoria do Flamengo considerou que valia, embora ao custo de um parcelamento que não fora acordado, e tentou. Mas o Fluminense mostrou mais gana e partiu para contratar o jogador que mais fez gols em uma libertadores (aquela competição que o rubro-negro parece ter esquecido que jogará em algumas semanas).

E não foi só nesse momento.

Peter Siemsem assumiu o tricolor carioca em 2011 em situação idêntica à de Patrícia Amorim em 2010. Herdava o clube de uma gestão campeã do brasileiro. Pior: não contou com a simpatia de Roberto Horcades como a vereadora do Rio de Janeiro teve a de Márcio Braga que lhe abriu as contas e toda situação do clube semanas antes do início de seu mandato. E mesmo com tantas facilidades, quanta diferença!

Patrícia fracassou em 2010 demonstrando que nunca, absolutamente nunca, teve qualquer idéia do que fazer com o esporte que tornou o Flamengo paixão de 35 milhões de torcedores a não ser usá-lo para sustentar sua base eleitoral. Enquanto isso, Peter teve ousadia de bater de frente com Muricy Ramalho e abrir mão de uma libertadores para esperar o técnico que sua gestão gostaria. Apenas no primeiro ano o Fluminense é o terceiro melhor time do brasileiro e a equipe nacional favorita para a libertadores.

Não foi apenas Thiago Neves ou o título brasileiro de 2010 - que o Flamengo de Patrícia foi incapaz de sequer um vislumbre para defendê-lo - perdeu. Tem perdido o protagonismo do futebol carioca, a confiança de sua torcida e o respeito de toda crônica esportiva. O Flamengo de Patrícia Amorim, a vereadora que se elegeu usando o Flamengo e os inocentes tolos o bastante para acreditarem em seu sorriso gentil, é o rubro-negro das derrotas que caminha a passos largos para meio bilhão de dívidas. E amanhã ainda haverá quem diga que se critica a presidente pelo seu sexo, quando o machismo é evitar as cobranças pelo fato de ser mulher.

Enquanto o Flamengo não sabe qual será seu ataque, trabalha-se nas Laranjeiras para a estréia da Libertadores com o elenco completo. O Fluminense contratou Thiago Neves e tem vencido porque é mais compente. Simples assim.




29 comentários: