Eu, corredor - Parte 3

Publicado  sábado, 28 de janeiro de 2012

E lá fui eu de novo. A segunda corrida em menos de uma semana, já que a primeira foi em uma segunda. Dessa vez estava mais preocupado por um motivo que desde já é um péssimo exemplo: malhei perna de manhã, então não deveria exercitar o mesmo grupo muscular. De novo: está faltando um Ombudsman-Personal Trainer neste blog para comentar minhas escolhas. Até lá, a Dani Souto me disse no twitter que como uma é atividade anaeróbica e a outra aeróbica tudo bem, maaaas que eu preciso tomar cuidado com o repouso entre ambas. Ou seja: não posso tornar isso hábito para não rever o pior momento da minha vida.

Dessa vez não mudou nada em termos de batimento em relação à última vez. E percebi uma coisa: meu peso mudou em relação à última vez (perdi quase dois quilos) e preciso mudar isso no Polar, que é uma das métricas que ele usa para calcular minha pulsação ideal.

A minha coluna reagiu bem. Um pouco de dor que acho normal porque é o tipo de coisa que não acaba, você convive. A questão é a dor ser algo que faz parte do meu dia ao invés do meu dia fazer parte da minha dor, como já ocorreu. Foi o que rolou hoje. Durante a caminhada de aquecimento - sempre caminho rápido para esquentar o corpo antes de correr - senti um pouco de dor em que parava para alongar bastante a lombar. Resolveu.

Corri dois quilômetros em uma ida e volta desse percurso. De novo, mantive os dez minutos, que parece ser um tempo bom nesse recomeço. Por hora, meu objetivo é chegar aos 30 minutos duas ou três vezes por semana. Um professor de uma academia que malhei dizia ser o tempo ideal para quem fazia musculação não perder massa muscular, mas perder gordura. Ainda estou longe, mas sinceramente estou curtindo demais esse momento.




10 comentários: