Santos paga sua dívida com o futebol brasileiro

Publicado  domingo, 18 de dezembro de 2011


O Santástico de Dorival Jr. passou muito tempo jogando contra grandes times com até mesmo um volante e um time repleto de jovens. Rápido, agressivo e ambicioso encantou o futebol brasileiro e já naquela época nos fazia sonhar com um confronto com o absoluto Barcelona.

Veio uma crise mal administrada pela diretoria alvinegra, o técnico caiu e o Santos demorou a se reencontrar. Na Copa Santander Libertadores jogou mal demais com Adílson Batista e foi substituído por Muricy e seus esquemas, delírio dos comentaristas de resultados, aficcionados por misturar análises de caráter e placares com de futebol.

O Santástico deixou de existir e com ele veio um time covarde, omisso e absolutamente incapaz de tomar a iniciativa do jogo. Mas contava com o maior craque de uma geração: Neymar. Foi o camisa 11 que desequilibrou a competição e trouxe a taça para a Vila Belmiro jogando quase sozinho no ataque enquanto Ganso se perdia entre confusões e polêmicas e seus dez companheiros se preocupavam em defender. Bico pra frente e bola pra Neymar. Bastou no primeiro semestre.

É possível que o Santástico perdesse a CSL2011, mas também poderia vencer e encantar a américa. Hoje, faria um duelo muito mais disputado porque era um time que buscava a iniciativa do jogo. Enfim, aquele Santos nos daria o duelo que esperávamos, mas o alvinegro praiano optou pelo caminho mais fácil do resultado para conquistar a Copa Santander Libertadores. Demorou, mas a fatura chegou e o Barcelona cobrou. Com todas as lágrimas que Neymar vai chorar, foi o melhor para o futebol brasileiro.

3 comentários: