Saída de Dorival pode atrapalhar outro jovem?

Publicado  segunda-feira, 8 de agosto de 2011


Logo depois de vencer a Copa do Brasil com o Santos, Dorival Júnior perdia o jovem e promissor André para os dólares ucranianos. A solução foi obter o empréstimo do jovem Keirrison, com quem havia trabalhado no Coritiba. Infelizmente, o técnico caiu após desentendimento com a diretoria do Peixe e o atacante, tido como a revelação do campeonato Brasileiro de 2008, foi vendo as oportunidades diminuírem cada vez mais, especialmente com a ascenção de Zé Love.

É normal que alguns técnicos tenham mais facilidade para trabalhar com certos tipos de jogadores e dificuldades que vão no mesmo grau. Keirrison e André têm características em comum: são jovens, velozes e bons finalizadores, mas mais acostumados a jogar como centroavantes do que como pontas. Não é um estilo adorado pela maioria de técnicos, que costuma escalar atacantes altos e fortes. No Rio de Janeiro, por exemplo, todos têm alguém assim: Jael, Loco, Elton e Rafael Moura. O próprio Santos trocou Zé Love por Borges. Sem dúvida, Keirrison foi prejudicado pela queda de Dorival, mesmo que isso não justifique seu péssimo momento há quase três anos. Será que o mesmo pode acontecer com André, indicação do próprio Dorival para o Atlético-MG?

A posição é uma das grandes carências da seleção brasileira. Se Keirrison parece cada vez mais distante de confirmar o que se esperava dele, vamos torcer para que Cuca seja capaz de potencializar o talento da revelação. O Galo e o futebol brasileiro agradeceriam.

0 comentários: