O futebol é dos meninos

Publicado  sexta-feira, 19 de agosto de 2011

O futebol é pródigo em tornar homens em meninos. O sorriso cínico de um adulto em um choro emocionado de criança. A cada gol bendito, uma lágrima porque cada lembrança é feito o brinquedo favorito que você nunca joga fora.

E o porquê em cada choro não se explica nas instruções da caixa. Cada soluço é um obrigado aos heróis por aquela memória confusa. Confusão porque as lembranças se misturam, se completam e se fortalecem. Onde você estava, quem você era e de quem foi o gol? É o eterno pique-futebol: quem lembra mais, ganha. Mas o jogo dura mais do que 90 minutos.

E a cada emoção, mais choro. Os amigos queridos da infância, os sonhos perdidos dos meninos e os acasos inexplicáveis que insistimos em encontrar respostas: "foi a camisa" ou os clichês: "futebol é uma caixa de surpresas". Adultos sempre acham que têm respostas, crianças sempre sabem que têm perguntas.

As vezes, o chorar não é só obrigado. Quem sabe, a emoção não seja também uma resposta? E, sendo assim, obrigado, Lê. De um menino para outro.

0 comentários: