Lancenet vira jornal policial e "incrimina" Fla

Publicado  terça-feira, 9 de agosto de 2011


Não há nenhum interesse público no mundo dos esportes em saber as gírias entre traficantes e criminosos. Se o líder do Comando Vermelho prefere Ganso a Neymar é totalmente irrelevante em termos jornalísticos, mas seria ótimo para agitar torcidas rivais do rubro-negro em busca de material para gozações de baixo nível. Você sabe muito bem o que o caso Bruno trouxe à tona, pois bem, esta noite o Lancenet conseguiu reviver todo esse clima inadequado para a civilidade do pior jeito possível e da forma mais descenessária.

Uma nota sobre uma batida policial (??) informa que uma foto da cantora Amy Winehouse e do volante Willians se tornaram "rótulo" (??? Tem bula também???) de papelotes de drogas. Willians foi usado para diferenciar o crack da Cocaína. Não há nenhuma relevância jornalística nisso. Willians talvez seja pai de família, jamais foi pego no antidoping e nem manifestou ligações com traficantes. Da noite para o dia, o Lance! cria uma relação indevida, ainda que fictícia, para toda sorte de provocações de baixo nível e afeta a imagem do jogador. Ou alguém duvida que as piadas com a fonética do termo "craque" irão atravessar a semana?

Insatisfeito, reclamei da irresponsabilidade de uma nota dessas, que talvez nem se justificasse em um caderno policial. Eu, por exemplo, não daria. Quantas celebridades são alvo do mesmo tipo de azar? Divulgar isso ataca sua imagem - e celebridades vivem dela - e ajuda a popularizar a informação para usuários e traficantes. Fato é que a emenda saiu pior do que o soneto:

Vejam, eu acho que curiosidade seria Willians aparecer com um novo corte de cabelo, como esta matéria menciona. Esta informação totalmente irrelevante para a editoria esportes não causa uma risadinha como a dança do João Sorrisão, não surpreende tal qual um sósia em treinamento e nem vira um trocadilho infame. Apenas revive um passado recente do clube envolvendo um goleiro acusado de assassinato e atacantes envolvidos com traficantes.

Certamente não foi a intenção do Lancenet. Acredito piamente que quem escreveu o texto tinha a convicção de estar redigindo uma informação relevante. Mas o jornalismo não é palco para inocentes. Essa informação "incrimina" o Flamengo que, com todos os defeitos que Vanderlei Luxemburgo e Patrícia Amorim possam ter, se esforça para deixar as manchas de 2010 para trás. Se houvesse um fato que justificasse... Às favas com a imagem do clube, informem (como fizeram com Adriano e Bruno). Mas não é o caso.

Repito: quantas celebridades são "homenageadas" dessa forma? O Lancenet passará a informar todas as vezes que um atleta for alvo desse ataque? Acho que quem gosta de esportes dispensa a informação.

PS: A tréplica final. Para o Lancenet, Willians "é chamado de craque pelos rubro-negros". Noves fora a brincadeira de "Black Messi", nunca vi alguém chamá-lo assim.


4 comentários: