Condições de Kaká na Copa seguem misteriosas

Publicado  domingo, 7 de agosto de 2011


Em entrevista ao Portal Comunique-se, o jornalista Diogo Kotscho aborda a confusão envolvendo o meia Kaká e os jornalistas Juca e André Kfouri na última Copa do Mundo. Na ocasião, o jogador do Real Madrid respondeu a uma pergunta de André criticando seu pai, Juca. Kotscho comenta o caso assim:

Comunique-se: Na Copa da África, a atitude do Kaká em dirigir-se na coletiva de imprensa ao André Kfouri e rebater o que o Juca Kfouri (pai de André) havia escrito na Folha, lhe surpreendeu ou foi discutida entre vocês antes?

DK: Conversamos antes sobre uma coluna que o Juca tinha escrito, apontando uma série de dúvidas a respeito da carreira e físico do Kaká na época. Preparei o Kaká para todas as dúvidas que o Juca poderia ter. Eu achei que o Juca, por estar na Copa do Mundo, estaria na coletiva. A coluna dele era leviana, falava de uma contusão que o Kaká não tinha, no púbis. A contusão do Kaká não era no púbis, a gente sabia que não era aquilo.
As pessoas acham que ele respondeu ao André porque ele é filho do Juca. Isso também não é verdade. A pergunta do André foi baseada na coluna do pai. Então ele respondeu: “Você está perguntado isso porque seu pai escreveu isso...”.O Juca já tinha feito outras críticas à religião do Kaká. Não foi uma pergunta do André sobre abacate, e o Kaká falou “Já vou responder sobre abacate, mas seu pai é isso e isso”. Na verdade o André fez menção ao que o Juca escreveu.
Você pode rever o caso no vídeo abaixo e refletir sobre as declarações do assessor de Kaká. Ao contrário do que Diogo diz, em momento algum André faz referência à coluna de Juca embora a pergunta diga respeito à saúde do meia:


Juca chegou a responder às acusações de Kaká depois e, na minha opinião, foi vítima de uma injustiça. É notório que o colunista da Folha jamais desrespeitou opções religiosas, mas apenas contestou as manifestações impertinentes de fé de jogadores da seleção na Copa das Confederações - e que foram proibidas pela Fifa - e sua saúde, que sempre será alvo de atenção já que Kaká depende dela para fazer o que o torna célebre.

De qualquer jeito, seja pelo motivo que for, a Copa de 2010 parece ter marcado o último momento em que tivemos esperança de ver Kaká em alto nível. O meia do Real Madrid ensaia um retorno na pré-temporada que pode dar esperanças de um retorno à seleção, mas parece incapaz de explicar de forma definitiva o nível dos problemas físicos que sofria em 2010.

7 comentários: