As chances dos times paulistas no Brasileirão

Publicado  sábado, 21 de maio de 2011




Houve um tempo em que os times paulistas transformavam o campeonato Brasileiro em uma filial de luxo de seu campeonato estadual. Não apenas pelos quatro grandes disputarem o título - ou pelo menos dois ou três deles - mas também por haver outros times do interior classificados para a série A.

Isso mudou. Com apenas o G4 paulista na série A, vejo os clubes de SP com um curioso pessimismo. Com a exceção do Santos, que não é da capital, a tendência é brigar apenas por Sul Americana.

Sociedade Esportiva Palmeiras
Técnico: Felipão
Time-base: Marcão, Cicinho, Danilo, Thiago Heleno e Gabriel Silva; Marcos Assunção, Pierre, Willians (Patrick) e Valdívia; Kléber e W. Paulista.
Principais reservas: Patrick, Tinga & Deola
Quem pode chegar: Martinuccio
Quem pode sair: Valdívia
Retrospecto em 2011 (até 20/05/11): Campanha irregular no Brasileiro, eliminado do campeonato paulista
Pontos fortes: Jogadas de bola parada contando com a precisão do veterano Marcos Assunção, além das arrancadas e lances de Valdívia e a agressividade do atacante Kléber. Atenção com o ótimo lateral-direito Cicinho.
Pontos fracos: Elenco limitado e sem nenhuma grande opção no banco.
Vai lutar por: Sul Americana
Análise do autor: Felipão costuma levar meses para emplacar seu trabalho e quando consegue forma times extremamente raçudos, sólidos na defesa e que sabem como decidir um jogo. Infelizmente, o Palmeiras de 2011 ainda não chegou lá. Com muitas limitações e com o clube dividido politicamente brigar por sul americana é um grande mérito para um elenco que no papel brigaria para não cair. O talento de Valdívia pode ajudar a reverter isso, mas o chileno parece cada vez ser um jogador pior do que a imprensa paulista fez parecer em 2008.

Santos Futebol Clube
Técnico: Muricy Ramalho
Time-base: Rafael, Danilo, Edu Dracena, Durval e Léo; Adriano, Arouca, Elano e Ganso; Neymar e Keirrison.
Principais reservas: Alan Patrick, Maikon Leite
Quem pode chegar: Borges & Zé Roberto
Quem pode sair: Ganso, Arouca & Neymar
Retrospecto em 2011 (até 20/05/11): Campanha irregular no Brasileiro, campeão paulista e único time brasileiro ainda na Copa Santander Libertador
Pontos fortes: Ataque mortal com a presença de Neymar e articulação de Elano & Ganso com um esquema defensivo sólido
Pontos fracos: Elenco dependente demais de Neymar & Ganso. O nível técnico cai muito sem os dois.
Vai lutar por: Título
Análise do autor: Se o Santos conseguir manter Neymar e Ganso e com o provável reforço de Borges (sem clima no Grêmio e adorado por Muricy) é difícil não colocá-lo como favoritíssimo ao título. Na Copa Santander Libertadores o alvinegro praiano tem demonstrado uma defesa fortíssima e um Neymar cada vez mais decisivo, mas ainda se ressente de um homem-gol com as péssimas fase de Zé Love (que não jogará o Brasileiro) e Keirrison (há quase dois anos sem jogar bem). Vai ser difícil enfrentar um time com dois jogadores tão geniais e uma defesa tão fechada se o clube contratar um bom centroavante. Pra mim, o grande favorito do campeonato.

São Paulo Futebol Clube
Técnico: Carpegianni
Time-base: Ceni, Jean, Rodolfo & Alex Silva, Juan, Rodrigo Souto e Casemiro, Lucas e Carlinhos Paraíba, Dagoberto & Fernandinho
Principais reservas: Marlos, Rivaldo e Xandão
Quem pode chegar: Forlán
Quem pode sair: Alex Silva, Casemiro & Rodrigo Souto
Retrospecto em 2011 (até 20/05/11): Pior campanha no Brasileiro em cinco anos, eliminado do campeonato paulista pelo campeão e da Copa do Brasil pelo regular Avaí.
Pontos fortes: Ataque rápído
Pontos fracos: Elenco desequilibrado e taticamente impreciso com esquemas de Carpegianni
Vai lutar por: Sul Americana
Análise do autor: Carpegianni é outro técnico que sofre pressão, mas dessa vez pelo óbvio: Rivaldo, aos 39 anos, não pode mais ser titular. O São Paulo possui bons valores e conta com um Dagoberto em boa fase, mas a falta de bons volantes, torna o clube dependente demais das arrancadas de Lucas e das arrancadas de Luiz Fabiano, que talvez nem jogue o primeiro turno. A infraestrutura do clube joga a favor e sempre torna o São Paulo mais forte do que seu elenco faz parecer, mas é improvável que o clube consiga mais do que Sul Americana se não houver uma mudança enorme de reforços.

Sport Club Corinthians
Técnico: Tite
Time-base: Julio César, Alessandro, Leandro Castán e Chicão, Fábio Santos, Paulinho & Ralf, Morais e Ramirez, Sheik & Liédson
Principais reservas: Jorge Henrique, Morais e Wiilians
Quem pode chegar: Fábio Simplício, Seedorf, Cristian e ?
Quem pode sair: Ninguém
Retrospecto em 2011 (até 20/05/11): Terceiro colocado no brasileiro e vice-campeão paulista, perdendo de forma incontestável para o Santos.
Pontos fortes: Defesa
Pontos fracos: Elenco dependente demais da antecipação da abertura da janela
Análise do autor: O técnico Tite começa o campeonato bem pressionado e sem os reforços que dependem da improvável antecipação da janela. Além disso, o Corinthians vive um clima eleitoral que pode até fazer a gente lembrar do Flamengo de 2009, mas no Parque São Jorge essa pressão deve dificultar mais ainda as coisas. Mesmo que a CBF antecipe a janela acho improvável que Tite consiga treinar e preparar o time no meio do campeonato e a pressão após o fracasso do centenário deve atrapalhar bastante uma arrancada mesmo para uma classificação à Copa Santander Libertadores.

0 comentários: