Expectativas para 2011: o Atlético-MG

Publicado  sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

O ano passado prometia ser melhor para o Atlético-MG do que 2009 quando o time alcançou o quinto lugar no campeonato brasileiro. A demissão do irregular Celso Roth para o vitorioso Vanderlei Luxemburgo parecia indicar que o Galo alçaria vôos maiores.

A conquista do mineiro consolidaria isso, mas o erro em reformular o time no meio do ano quase transformou a esperança em um pesadelo. Mas veio Dorival Junior, despejado pelo Santos, e o pesadelo se transformou em esperança. Para o próximo ano, a base que iniciou a épica arrancada já é reforçada pelo habilidoso Jóbson e os operários Toró e Richarlyson. Não é muito, mas a permanência de Dorival já é bem auspiciosa.

Onde aparece Dorival faz trabalhos sólidos e que deixam sempre um legado positivo. Foi assim no Vasco, no Santos e promete ser assim no Atlético-MG. Com um Cruzeiro mais lento nas contratações e com um técnico com poucos títulos, o Galo pode tentar começar um 2011 melhor já no campeonato mineiro. E Dorival vai querer o bi da Copa do Brasil.

4 comentários: