15 anos do Botafogo campeão brasileiro!

Publicado  sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Com todo respeito aos torcedores do Santos, mas era o Botafogo que merecia ser campeão em 95. Ainda que a equipe de Camanducaia e Jameli tivesse o talento de Giovanni, não contava com a compactação tática do alvinegro comandado pelo então iniciante Paulo Autuori. O erro de Márcio Resende de Freitas não consolidou nenhuma injustiça, pelo contrário, premiou o melhor time.

Além de mais poder de decisão e de contar com um artilheiro inspirado - Túlio nunca mais teve um ano tão bom quanto aquele - a equipe fazia do seu 4-4-2 decisivo no poder de marcação. Os volantes Leandro e Jamir (outro que nunca mais teve o mesmo desempenho) eram marcadores tradicionais e não subiam, mas tinham excepcional desempenho no desarme. Sérgio Manoel, já negociado naquela final, e Beto apoiavam e ajudavam a cobrir os laterais Wilson Goiano e André Silva. Os alas não eram brilhantes, mas sempre foram eficientes.

Completava a formação duas duplas irretocáveis. O capitão Wilson Gottardo e Gonçalves fariam frente a qualquer zaga da era dos pontos corridos. Na frente, Tulio e o subestimado Donizete resolviam jogos como o clássico contra o Flamengo do ataque dos sonhos em Fortaleza em um incontestável 3X1. A frieza do Maravilha e o vigor do Pantera eram essenciais em um time com forte marcação, mas sem nenhum grande meia criativo.

O título salvou uma geração de alvinegros desacostumados com títulos nacionais. Depois disso, rebaixamento e campanhas medíocres tornaram o Brasileiro de 95 uma memória quase tão vaga quanto um sonho. Já é tempo do Botafogo - e da gestão Maurício Assunção - deixar a estrela solitária no topo novamente.

1 comentários: