Silas: tenha coragem!

Publicado  quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Ouvi ontem o técnico do Flamengo dar uma entrevista pós-jogo e não gostei. Silas tem a missão de fazer o time ter, pelo menos, um fim de temporada digno e vem com um histórico que contradiz esse papo de ofensivo e disciplinador, mas parece disposto a ser paciente. O Flamengo não tem esse tempo.

Na entrevista, uma declaração me chamou a atenção. O técnico afirma que quem está fora de forma vai se condicionar jogando e vejo aí o mesmo erro de Rogério Lourenço. Não estamos em uma pré-temporada onde podemos esperar, mas no meio do campeonato Brasileiro. Quem não está em forma, em plena competição tem que sair. Simples assim.

A estréia de Silas demonstrou o que se espera que seja apenas coincidência: uma hesitação em tirar certos nomes e uma enorme lentidão em substituir. Dois defeitos que podem ter custado três pontos ao Flamengo. Aliás, a respeito de nomes vale nomear os bois:

Jean: Há males que vem pra bem e a expulsão do pior zagueiro do elenco pode ter sido um caso. É a chance de Silas em encostá-lo e torná-lo a quinta opção (atrás do zagueiro que ainda deve chegar) de uma vez por todas. Quem defende o zagueiro, reflita sobre o seguinte:

a) Cheque o rendimento do time com ele em campo.

b) Ele foi reserva em todos os últimos clubes que esteve, dispensado do último e odiado pelas torcidas de todos.

Renato Abreu: Hoje, Renato é um Kleberson com alguma moral com a torcida. Não faz absolutamente nada, nem atrás e nem na frente e pela constrangedora forma física nem sei se deveria estar no banco quanto mais no time.

Pet: Ele pode ser o mais lúcido do Flamengo. Infelizmente, o time disputa um campeonato de futebol e não de bafômetro. Até começar o campeonato de showbol, melhor tê-lo bem por 45 minutos pegando o adversário cansado do que jogando desde o início para ouvirmos o locutor dizer que ele é perigoso em bola parada sem marcar um gol por ali há um ano.

Fernando: Esse é até difícil de comentar. O elenco tem trocentos volantes e certamente ele é o pior de todos, brigando com Léo Medeiros pela posição. Não tem explicação pra entrada dele ontem.

Val Baiano & Borja: Olha é até difícil falar da dupla titânica. Tudo que espero é que se dê um jeito de se livrar dos dois em 2011 rapidinho. Gastou-se dinheiro para ter dois jogadores inferiores a um atacante recém-promovido dos juniores. A partir de domingo teremos os três D e Leandro Amaral. Basta para deixar os dois de lado.

Enfim, Silas, está na sua mão. Tenha coragem. Barre quem está fora de forma e prejudicando o time. Ser político ou achar que dá pra esperar o time entrar em forma, só vai servir pra tirar o apoio de uma torcida que descobriu que pode demitir técnicos.

*****

Este blog concorre ao Prêmio Blogbooks. Clique aqui para votar e faça um blogueiro feliz.

2 comentários: