Andrade precisa trabalhar!

Publicado  segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Ele foi o primeiro técnico negro a ser campeão brasileiro em um país de maioria afro-descendente. Um dos volantes mais precisos de sua geração deixou de lado anos de ostracismo no Flamengo e conseguiu fazer o próprio clube retomar o caminho dos títulos. É difícil ver justiça na demissão tumultuada e com viés político de Andrade, mais complexo ainda é explicar que ele ainda esteja desempregado. Um técnico campeão brasileiro?

Não sei tanto dos bastidores do Flamengo quanto gostaria, mas percebo que boa parte das razões pode estar no início do ano. Na tensa renovação que o técnico teve com o clube. Andrade reclamou de não ser valorizado como achava que deveria ao mesmo tempo em que acreditava que o clube devia aceitar a sua pedida salarial. No fundo, o técnico me parece alguém ressentido com os anos em que foi pouco respeitado como auxiliar-técnico. Aí talvez esteja o motivo de ser campeão brasileiro e ainda estar desempregado.

Andrade conquistou o campeonato brasileiro com méritos justos e inegáveis. Porém, não pode esquecer que o título foi consequência de um trabalho que não só contribuiu, mas também aproveitou. Talvez se desmistificasse um pouco sua atuação em 2009 e valorizasse sua capacidade as coisas ficassem mais fáceis. Ele já recusou uma proposta do Atlético-GO, alegando que não poderia ganhar menos do que já recebia. Já estive desempregado antes e sei que devemos esperar em uma fração entre o que merecemos e o tempo que podemos esperar antes do mercado nos esquecer. Andrade não tem muito tempo antes de ser lembrado apenas como "o técnico do Flamengo de 2009" ao invés de um treinador de futebol.

Não é humilhação dirigir clubes menores e com orçamentos mais reduzidos. Andrade precisa escrever outras linhas de sua história como treinador. E não vai conseguir isso querendo impor ao mercado que o respeite por apenas um título.

5 comentários: