Twitter: quem seguir para obter informações?

Publicado  quarta-feira, 7 de julho de 2010

São 140 caracteres o que permite pouco conteúdo, mas o suficiente para um link ou uma frase polêmica. Parece pouco, mas o Twitter, ferramenta de microblogging, é capaz de semear informações em uma velocidade absurda. E também boatos. É impressionante o número de retweets e citações em blogs e fóruns esportivos de perfis que simplesmente mentem, chutam ou divulgam informações de contratações ou envolvendo outros assuntos de esportes sem a menor apuração. De quem é a responsabilidade? Nossa.

Saiba aqui de três critérios simples e objetivos para evitar perfis fakes ou que não têm credibilidade:

1- Listas: Mais importante do que volume de seguidores (que pode ser adquirido por meio de scripts ou mesmo com um perfil fake, como faz o falso perfil do Pedro Bial), o número de listas indica quantos usuários confiam naquele usuário, mas não é só isso que vale conferir. Procure os perfis oficiais de jornalistas ou fontes de informação com contas verificadas ou que já tenham sido oficialmente confirmados como os verdadeiros. O jornalista Gustavo Poli fez uma lista de profissionais do Globo Esporte, por exemplo. O que permite que você tire a dúvida se o @joseilan é ou não o verdadeiro (a propósito: é o oficial mesmo).

2- Volume de seguidores: Esse é um critério complicado. O fake do Cléber Machado quase 60 mil seguidores e, embora use tweets irônicos, há sempre quem acredite. O ideal é tentar checar se alguém com credibilidade segue o perfil. Procure se informar com ele se aquela arroba é confiável.



3- Citações no twitter: Procure no search twitter e procure saber o que falam do perfil. Já fiz denúncias com um perfil que soltava especulações como se fossem apuradas ou informações verdadeiras, que apareceriam em uma busca assim. Também é possível usar ferramentas que indicam relevância como o tweetlevel e twitalizer e comparar com outros perfis oficiais para confirmar se a relevância daquele perfil está à altura do que ela promete oferecer.

4- Siga: Se tudo o mais falhar, acompanhe as atualizações e preste atenção no tom das mensagens, mas tome cuidado. Afinal, o fato de você seguir pode indicar para seus seguidores que aquele perfil é confiável. De qualquer jeito, se chegar neste critério evite retwitar qualquer mensagem. Lembre-se: é você dizendo aos seus seguidores que aquele tweet é relevante.

Dificilmente qualquer um desses critérios funciona sozinho. Faça uso deles em conjunto que se não serão 100% corretos (especialmente com perfis recentes), vão tornar beeeem difícil que você erre e siga alguém que te engane.

Um exemplo prático da importância de cada um fiscalizar as informações que lê: há algumas semanas, notei um twitter que se denomina SoccaNews, que é atualizado por um twiteiro chamado Ivan Pantaleão. Na bio do perfil os responsáveis dizem do que comentam: "SoccaNews, a rádio que soca notícias! Notícias exclusivas, transmitidas de maneira irreverente pela nossa equipe". Tudo mentira. O perfil é usado para roubar a informação de outros veículos ou repórteres e usar como se fossem suas e para divulgar chutes do autor. Mais de 220 pessoas seguem. São 220 usuários enganados. Um dos casos foi quando usou informações exclusivas de Fabio Levy, que é ligado à diretoria do Flamengo e que costuma acertar boa parte do que fala. Repare na timeline e perceba que o soccanews atualiza as mesmas informações com outro texto minutos depois:

Minutos depois, Levy avisava que a notícia poderia demorar mais do que havia deixado claro. E o que o SoccaNews faz?

Denunciei a semelhança ao @LevySRN que confirmou que não tinha nenhuma relação com o canal e chegou a reclamar dessa falta de crédito. Através do SoccaNews, Ivan Pantaleão reagiu insinuando que já tinha soltado informações exclusivas (que na verdade diversos veículos já haviam dado) e me respondeu (antes de me bloquear) insinuando que possui alguma fonte nos bastidores dos clubes. Pouco tempo depois, ele confirmou que chuta informações como se fossem de "fontes melhores do que as suas", ao comentar um tweet onde escreveu que a próxima edição de uma revista esportiva teria Zico na capa.


Assim como o SoccaNews, outros perfis jogam informações como se fosse a mais pura verdade. Não apenas de esportes, mas de outros segmentos. Evite seguir e passá-las para frente. Desse jeito, seus seguidores saberão que você é uma pessoa que filtra e não que está preocupada em passar fofocas ou chutes pra frente como se fossem informações.

26 comentários: