Ricardo Gomes: é hora de sair!

Publicado  terça-feira, 20 de julho de 2010

O sorriso simpático e a paciência nas entrevistas combinam com o estilo técnico quando zagueiro e com a imagem que o São Paulo sempre quer passar. Ricardo Gomes sem poder jogar futebol parece até mais um executivo brasileiro com hábitos franceses do que um técnico de futebol, mas não basta para o mercado brasileiro. Com cerca de vinte anos de carreira, ele possui apenas um único e inexpressivo título: uma Copa Nordeste pelo Vitória.

Gomes há tempos não é um técnico adequado para um clube grande como o tricolor paulista. Os esquemas hesitantes e os resultados fracos tornaram sua contratação uma decisão quase irresponsável do presidente Juvenal Juvêncio. Quase.

Após três anos de Muricy Ramalho, o Morumbi exalava a tensão do técnico que está no Fluminense. Os jogadores se dividiam entre a irritação e o acomodamento. Com sua fala mansa e jeito amigo, Gomes conquistou a todos e até conseguiu recuperar como Borges, Oscar (que teve suas melhores atuações pelo clube), Richarlyson e Dagoberto. Surpreendentemente chegou a disputar e a estar bem perto do título brasileiro em 2009, mas perdeu para um arrebatador e irresistível Flamengo.

As vésperas de uma semifinal de Libertadores, o SPFC perdeu dois jogos no campeonato Brasileiro e aguarda um embalado Internacional. As conversas de Gomes já melhoraram o ambiente tenso no Morumbi ao máximo que poderiam. Novos ares e novas idéias são indispensáveis para que o clube volte a crescer e encontre novas caras que o levem a disputar o hepta. Com Adílson Batista desempregado e Silas balançando no Grêmio faltam poucos jogos para que le professeur leve sua classe para outro lugar e dê lugar a um técnico de verdade.

2 comentários: