A lição que Muricy deixa!

Publicado  sábado, 24 de julho de 2010


Um dia. Foi o tempo que Muricy Ramalho foi técnico da seleção brasileira. Não tenho dúvidas de que seria uma péssima escolha, mas não deixa de ser impressionante sua recusa e de ver que o Fluminense demonstrou uma grandeza à altura de seu aniversário. Afinal, deixar Ricardo Teixeira em uma situação tão desconfortável será sempre bom. Mas o legado do técnico é maior do que isso.

Muricy não abriu mão de trabalhar no projeto que se comprometeu. Claro que ele também será um dos três frustrados nessa história e vai ter sua dose de tristeza. Mas em um meio tão sujo e egoísta, o técnico foi limpo, justo e coerente.

Ele não foi capaz de treinar um time que jogasse um futebol empolgante. Nunca será o técnico dos meus sonhos para a seleção. Mas nesta sexta-feira, Muricy demonstrou que nada é mais importante do que ser correto. Nem nosso maior sonho. Que sirva de exemplo para o próximo técnico que deve valorizar o que somos e não ter medo de perder.

Obrigado, Muricy.

6 comentários: