Uma Holanda Dunguista!

Publicado  segunda-feira, 28 de junho de 2010


Derrotas como a tragédia de Sarriá trouxeram para a crítica esportiva e boa parte dos torcedores a convicção de que se deve escolher entre jogar bem e ganhar. O sem número de times medíocres que caem na primeira fase da Copa do Mundo não têm na mídia o mesmo destaque das seleções que encantaram e caíram. Do escrete mágico comandado por Zico até o mítico Carrossel Holandês é duro falar de grupos de incríveis jogadores que não têm a taça.

E é nesse conceito que a Laranja Mecânica afirma ter evoluído para o futebol. Com uma seleção que encanta bem menos do que outras gerações, porém mais pragmática e capaz de se defender melhor do que ataca. Após a primeira vitória convincente do Brasil, Dunga tem pela frente um time com tradições ofensivas que prega o que ele defende no presente. E crê que esta é a chave do sucesso.

E talvez seja isso que torne a Holanda um adversário perigoso: sua semelhança com o que prega o técnico da seleção brasileira. Porque um time mortal, mas que não sabe mudar sua forma de jogar encontra seu maior desafio contra um igual.

A Holanda Dunguista perde apenas para a Alemanha, talvez o combinado que melhor use a tradição ao seu favor, e é o último obstáculo antes de uma final. Afinal, dificilmente Gana ou Uruguai conseguirão segurar o time de resultados de Dunga. Será que a Laranja consegue?

0 comentários: