Flamengo: o ano ainda não acabou

Publicado  quinta-feira, 17 de junho de 2010

Por mais que sempre defenda que qualquer clube pense a longo prazo ao invés de trocar o almoço pela janta, é fato que torcida alguma vai assinar um pacto de paciência. Torcedor quer ganhar e quando perde, a pressão aumenta. E isso é ruim para qualquer gestão esportiva.


Por mais paradoxal que seja, é essencial que neste início de trabalho da nova diretoria do Flamengo - sim, porque, na prática a nova gestão só começou a trabalhar pelo futebol a partir da contratação de Zico - não se perca de foco a defesa do título brasileiro. Ganhar ou perder faz parte. O time de 81 também perdeu muitos títulos, mas disputou todos. E essa é a questão: hoje, o Flamengo precisa de um time competitivo.

O anúncio de Jean, zagueiro que nunca se firmou em clube algum, desanimou um pouco boa parte da torcida. Mas nas próximas horas o clube deve anuncar Renato Abreu, meia que pode ser bem útil se vier com a gana que o tornou titular ao invés da marra de alguns jogos. Aumenta um pouco a força física do elenco (e a falta disso já foi determinante para muitas derrotas), melhora a nossa qualidade em cobranças de falta e ganhamos um pouco de versatilidade com alguém que também joga mais recuado. É pouco, mas é um começo razoável especialmente se Zico conseguir renovar os contratos. E espero que o Galinho traga mais nomes.

O mais importante neste período é não sacrificar 2011 para salvar 2010. Dois ou três nomes de nível, tornam o time bem mais forte, se a base for mantida. Com ou sem Rogério (que está longe de contar com a minha simpatia), é possível buscar o G4 ao longo da competição e daí o título. É um novo começo para o Flamengo, mas o fim do ano ainda não chegou.

E se tinha dúvidas muito sinceras sobre o que a presidente Patrícia Amorim pensava disso, estou certo que Zico sabe. E vai pensar no presente, sem esquecer do futuro.

******

Originalmente publicado no Flamengonet e readaptado para este espaço.

0 comentários: